skip to Main Content
+55 81 3421-1964 sindesv@sindesv.com.br

Vigilantes do Grande Recife realizam novo protesto

DEU NO BLOG DO MAGNO: http://www.blogdomagno.com.br/index.php?pag=3&acao=&busca=

20/janeiro/2013

Carlos Cavalcanti
Da equipe do blog

Vigilantes do Grande Recife interditam neste momento uma das faixas da Avenida Governador Agamenon Magalhães, um dos principais corredores da capital pernambucana, em protesto contra a falta de diálogo por parte da classe patronal. A manifestação, organizada pelo Sindicato dos Empregados em Empresa de Vigilância no Estado de Pernambuco (Sindesv), segue pacífica até o momento e tem como destino a Avenida Conde da Boa Vista, outra importante via do Recife.

Enquanto uma parte dos vigilantes que aderiu ao movimento segue em caminhada, outro grupo entra nos estabelecimentos comerciais e agências bancárias para convidar os seguranças para ingressar no movimento, o que tem ocasionado a suspensão das atividades em alguns pontos. A agência do Banco Santander do Espinheiro, por exemplo, decidiu fechar as portas após os vigilantes que realizam a segurança do local aderiram ao protesto.

O presidente do Sindesv, Cassiano Souza, listou como prioridade entre as reivindicações dos vigilantes o aumento de 20% no salário-base – que hoje é de R$ 780 -, vale alimentação de R$ 20 e participação nos lucros. Outra medida destacada pelo presidente é a redução na jornada de trabalho de 191 para 180 horas/mês.

Souza destacou, ainda, o tom pacífico que o protesto deve adotar até o final desta segunda-feira (20). “O nosso intuito é de alertar a população para as condições de trabalho que nossos vigilantes encontram atualmente. Contudo, faremos isso de forma a causar o mínimo de impacto para quem transita pelos locais por onde iremos passar ao longo desta manifestação. Interditamos apenas uma faixa da avenida para que o trânsito não sofra maiores alterações. O objetivo é reivindicar direitos e não prejudicar a população”, disse.

Procurada pela reportagem, a classe patronal não quis comentar a manifestação – a segunda em menos de uma semana. Uma nova rodada de negociações está agendada para a próxima segunda-feira (27). Caso as discussões entre as partes não termine em acordo, há a possibilidade de greve.

Fotos: Otávio Souto

Back To Top