skip to Main Content
+55 81 3421-1964 sindesv@sindesv.com.br
Cresce Número De Assaltos A Bancos E Carros-fortes Em PE.

Cresce número de assaltos a bancos e carros-fortes em PE.

Os bandidos estão cada vez mais audaciosos e não se intimidam facilmente quando o assunto é roubar agências bancárias ou carros-fortes de empresas de segurança. Para a polícia, a falta de investimento em alguns detalhes acaba facilitando a ação dos assaltantes. A porta giratória é um investimento que inibe bandidos. Mas nem todas as agências contam com esse item de segurança e isso facilita a ação dos assaltantes.

Em 2009 foram registrados sete assaltos a banco em Pernambuco. Neste ano, desde janeiro, já aconteceram 18 assaltos. Em três deles os bandidos estavam desarmados e usaram as armas dos vigilantes para ameaçar clientes e funcionários das agências.Os números são da Polícia Civil. De acordo com o delegado que investiga crimes contra o patrimônio, 13 desses assaltos aconteceram em agências que não tinham porta giratória ou circuito interno de câmeras.

“Tem que partir dos bancos esse tipo de investimento. Não existe uma lei que obrigue eles a investir no circuito interno de TV ou porta giratória. É importante que os bancos reconheçam o quanto é importante o investimento nesse tipo de equipamento que venha a ajudar a investigação policial”, afirma o delegado gestor do Depatri, Antônio Barros.

Os carros-fortes também chamam a atenção das quadrilhas. Neste ano foram registrados dois assaltos. No dia 19 de julho seis homens assaltaram um carro-forte que iria abastecer uma agência bancária na Ilha do Leite. Houve troca de tiros e duas mulheres que estavam em uma parada de ônibus foram atingidas. Uma delas, Jadnete Ana da Silva Cordeiro, de 48 anos, morreu no hospital. Duas pessoas foram presas.

O outro assalto aconteceu no dia 18 de agosto. Cinco homens cercaram o carro-forte no momento em que os funcionários desciam com os malotes de dinheiro para abastecer uma agência bancária de Jaboatão dos Guararapes. Houve troca de tiros e um dos vigilantes, Edvaldo Cícero Ambrósio da Cunha, de 29 anos, morreu com um tiro no peito.

De acordo com a polícia, os carros-fortes ficam vulneráveis porque poucas agencias têm uma garagem especial para receber os malotes. Por isso os caminhões são estacionados em frente ao banco e os vigilantes passam com o dinheiro pela calçada, no meio dos pedestres.

A polícia conseguiu prender duas pessoas envolvidas no assalto que aconteceu na Ilha do Leite. Do caso mais recente, em Jaboatão dos Guararapes, ninguém foi preso até agora.

pe360 graus

Back To Top